Sefaz passa a solicitar obrigatoriamente o uso do CEST em todos os produtos

Devido mudanças nas normas da Sefaz o uso do CEST passa a ser obrigatório a partir do dia 01/07/2017, O Código CEST surgiu através do Convênio 92/2015 publicado no diário oficial no dia 24 de Agosto de 2015 onde estabeleceu a sistemática de uniformização e identificação das mercadorias e bens passíveis de sujeição ao regime da Substituição Tributária e de antecipação do recolhimento de ICMS com encerramento de tributação nas operações subsequentes, definindo assim em sua uniformização 28 segmentos específicos.

O código CEST é vinculado ao NCM de cada produto, e o sistema Hiper já está adéquo a esta regra. Porém isto vale apenas para os produtos que estão utilizando NCM válidos, qualquer outro produto que não esteja com um NCM válido não conseguirá finalizar transações, pois, ao realizar a verificação nos servidores da Sefaz para finalização da venda, será retornado o erro afirmando que o NCM é invalido e que não possui CEST.

Para que isto não aconteça com você em momentos de vendas, criamos um tutorial para que você possa conferir seu cadastro de produto e possa estar deixando-o da forma correta.

Passo 1 – Tirar relatório de produtos com NCM inválidos

11

Passo 2 – Com a lista de produtos com NCM inválidos em mãos você terá que buscar produto a produto e modificar o NCM deles para um NCM válido.

2

A busca pelo NCM válido pode ser realizada através do seu contador, que irá te passar o NCM correto do produto ou pelo google digitando o nome do produto e a palavra NCM.
Ex.(NCM de Tinta para cabelo).

5 motivos para fazer um inventário de estoque agora!

O inventário de estoque é uma das ferramentas mais importantes para conseguir o controle desse elemento do negócio. Quando feito e utilizado da maneira correta, ele pode gerar benefícios como aumento da lucratividade, otimização logística e também ganhos em competitividade.

Além disso, há outras razões que justificam a realização desse tipo de análise. A seguir, veja 5 motivos para fazer um inventário agora!

1. Ajuda a reduzir perdas

Quando não há um inventário de estoque, as saídas imprevistas e não registradas são mais comuns. Isso favorece que aconteçam desvios de itens do estoque, o que aumenta as chances de perdas.

Além disso, a falta de controle sobre os itens favorece que produtos sejam desperdiçados. No caso de itens perecíveis, a falta de controle leva à necessidade de descartar itens. No geral, também há questões como a falta de identificação sobre o giro de estoque, fazendo com que boas oportunidades sejam desperdiçadas.

2. Melhora a utilização do capital de giro

Por mais que não seja encarado como tal, o estoque é um dos ativos do negócio e representa dinheiro. Mais do que isso, ele influencia a necessidade de capital de giro e quanto maior ele é, maior é essa necessidade de capital.

Com isso, um bom inventário de estoque garante que ele seja dimensionado do tamanho certo, o que evita a imobilização de uma grande quantidade de recursos. Como consequência, o capital de giro é utilizado de forma mais adequada.

3. Otimiza espaços

O estoque também é um elemento que ocupa espaço e que, com isso, mobiliza recursos do negócio. Ao fazer um inventário, é possível compreender o tamanho do estoque, suas características e agir para melhorar a sua utilização de espaço.

Diante de um inventário é possível, por exemplo, realizar uma reorganização dos produtos de modo a criar um espaço mais otimizado.

Também é possível identificar a necessidade ou possibilidade de reduzir a quantidade de produtos em estoque, o que evita a necessidade de buscar espaços maiores e que usam mais recursos.

4. Evita a perda de vendas

A falta de controle de estoque aumenta as chances de que ocorra o desabastecimento. Como consequência, há uma perda de vendas que já estavam com seus esforços concretizados.

Além disso, a falta de inventário também diminui as chances de que o negócio consiga aproveitar demandas imprevistas, como produtos que caem no gosto dos clientes de maneira repentina.

5. Aumenta o conhecimento sobre o estoque

Outro motivo para começar a fazer inventário de estoque é que ele oferece mais controle e, com isso, mais conhecimento sobre esse elemento do negócio. A partir da avaliação de inventário é possível, por exemplo, entender quais são os produtos com maior e os que com menor giro de estoque.

Assim, o planejamento de compras se torna mais assertivo e o negócio pode até mesmo identificar novas oportunidades de mercado para aumentar as vendas.

O inventário de estoque ajuda o negócio a ser mais assertivo, lucrativo e otimizado, usando melhor os seus recursos. Para tanto, o uso de um software de gestão é a melhor opção para registrar as entradas e saídas. Ao final, esse processo fica mais fácil e eficiente, sendo ainda mais benéfico.

Quer uma solução adequada para fazer um inventário de estoque? Então, entre em contato conosco e veja as soluções que temos para o seu negócio!